Empossados três novos desembargadores federais no TRF-3ª Região

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

novaposse1Um grupo de quatro magistrados de elevado saber jurídico, com grande experiência no primeiro grau e, ao mesmo tempo, dada a sua juventude, com a expectativa de muitos anos na Justiça Federal de segunda instância pela frente. Assim foram destacados pelo corregedor-regional da Justiça Federal da 3ª Região e futuro presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, Fábio Prieto, os mais novos desembargadores federais da Corte: Toru Yamamoto, Marcelo Mesquita Saraiva, Tânia Regina Marangoni e David Diniz Dantas.

Os desembargadores federais foram empossados na tarde de ontem (17/12), em solenidade realizada no tradicional salão nobre da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, localizada no Largo São Francisco. A Sessão Plenária Extraordinária Solene foi presidida pelo desembargador federal Newton De Lucca, presidente do tribunal, e contou em sua mesa de honra com a presença da Secretária de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania, Eloisa de Sousa Arruda, do vice-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador José Gaspar Gonzaga Franceschini, do Chefe da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, procurador Pedro Barbosa Pereira Neto, e da vice-presidente da OAB Seção São Paulo, doutora Ivette Senise Ferreira.

Os novos desembargadores federais

Os desembargadores federais Marcelo Saraiva e Toru Yamamoto foram promovidos pelo critério de antiguidade, ocupando os cargos vagos em decorrência da aposentadoria das desembargadoras federais Ramza Tartuce e Suzana Camargo, respectivamente.

Sobre a promoção, Marcelo Saraiva disse: “É uma alegria muito grande. É a aspiração máxima da carreira do juiz federal. Eu acho que minha carreira vai contribuir muito porque o juiz de primeiro grau é soberano, ele decide, sozinho, então ele tem que pensar em todas as nuances. Enquanto aqui no Tribunal ele tem que convencer seus pares. Ele leva sua experiência, tem que dividir o entendimento dele com seus colegas de turma e chegar à melhor solução”.

Toru Yamamoto comentou: “Estou muito emocionado. Realmente é um momento muito importante na minha vida e já sinto o peso do cargo porque vai ter muito trabalho pela frente. Sem dúvida alguma, como eu sempre fui juiz criminal nos últimos 20 anos, essa experiência certamente vai ser de grande utilidade e me ajudar muito a encarar as coisas com o olhar de alguém de quem efetivamente vivenciou a matéria nos últimos anos”.

novaposse2

A desembargadora federal Tânia Marangoni foi promovida pelo critério de merecimento na vaga decorrente da aposentadoria da desembargadora federal Marianina Galante. A nova magistrada do TRF3 disse: “Obviamente é um momento de muita emoção, não só para mim, mas para minha mãe e para minha família. Eu ingressei na magistratura há 22 anos e estar no tribunal e compor um tribunal tão importante como o TRF3, que é o maior tribunal federal do país, significa o ápice da carreira. É com muito orgulho que venho integrar o TRF3”.

O desembargador federal David Dantas também foi nomeado pelo critério de merecimento para ocupar a vaga decorrente da perda do cargo do desembargador federal Paulo Theotônio Costa. “É uma projeção natural de todo juiz que ingressa na carreira que é ascender ao cargo de desembargador. Mas acredito que a perspectiva deve ser servir. Aproveitar a experiência no primeiro grau para no Tribunal desempenhar um trabalho de produzir mais sentenças, mais votos, com decisões mais justas, aprimoradas, pesquisando, conversando com os colegas, com uma postura humilde. A ideia é servir os servidores, os advogados o jurisdicionado, aquele que procura a Justiça. Os cargos são para fazermos justiça e não o fim em si mesmo”, disse o mais novo desembargador federal do TRF3.

O presidente do TRF3, Newton De Lucca, professor titular do Departamento de Direito Comercial da Faculdade de Direito da USP, onde ocorreu a cerimônia, disse: “A minha alegria é muito grande. Eu me sinto profundamente feliz de dar posse a esses novos colegas por várias razões. Em primeiro lugar porque é uma necessidade enorme do Tribunal. Em segundo lugar por ser nesta casa, que é a minha casa, estou aqui há mais de 40 anos: há 41 anos como professor e há cinco como aluno. Então é quase meio século de existência aqui. Minha ligação com o TRF é de 20 anos. Então podermos fazer a posse desse novos desembargador aqui é algo inenarrável, uma emoção muito grande. Esse dia entrará na memória para sempre”.

* Com informações do TRF3

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0
Cor da Pele (skin)
Opções de layout
Layout patterns
Imagens de layout em caixa
header topbar
header color
header position
X