OAB e OAB/RJ firmam parcerias internacionais no Congresso Anual da IBA

Compartilhar com

Fundada em 1947, a International Bar Association (IBA) é hoje a principal organização mundial dos profissionais militantes no Direito e das ordens e associações de advogados. Seu quadro de associados conta com mais de 80 mil advogados, além de quase 200 ordens e associações de classe de todos os continentes. A IBA exerce sua influência no desenvolvimento da reforma do Direito Internacional, moldando o futuro da advocacia no mundo inteiro.

Sua Conferência Anual é considerada o maior e mais importante evento do calendário da comunidade jurídica internacional. Na edição deste ano, realizada em Washington, capital dos Estados Unidos, foram realizadas mais de 200 sessões de esclarecimento sobre os mais variados temas, dentre os quais o painel de abertura apresentado pela diretora do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde

Da esquerda: Bruno Barata, Membro do Conselho da IBA; Horácio Bernardes-Neto, Secretário-Geral da IBA; Marcus Vinícius Furtado Coelho, Presidente da Comissão Internacional do Conselho Federal da OAB; David W Rivkin, Presidente da IBA; Caio Cesar Rocha, Conselheiro Federal da OAB; Antonio Augusto Coelho, Presidente da Comissão de Direito Agrário da OAB/SP; Tiago Salles, Editor-Executivo da Revista Justiça & Cidadania
Da esquerda: Bruno Barata, Membro do Conselho da IBA; Horácio Bernardes-Neto, Secretário-Geral da IBA; Marcus Vinícius Furtado Coelho, Presidente da Comissão Internacional do Conselho Federal da OAB; David W Rivkin, Presidente da IBA; Caio Cesar Rocha, Conselheiro Federal da OAB; Antonio Augusto Coelho, Presidente da Comissão de Direito Agrário da OAB/SP; Tiago Salles, Editor-Executivo da Revista Justiça & Cidadania

. Participaram cerca de seis mil delegados de todo o mundo, dentre eles centenas de representantes brasileiros.

Durante o evento, Coêlho e Barata participaram de diversas reuniões, incluindo encontros com os presidentes da Law Society of England & Wales e do Bar Council, as duas principais entidades de representação da advocacia no Reino Unido. Participaram ainda da reunião do Conselho da IBA e do encontro de presidentes de Ordens de Advogados da América Latina (Latin American Bar Leaders). Em todas essas ocasiões, foram definidas parcerias com as duas entidades brasileiras, incluindo projetos de intercâmbio de advogados e a realização de eventos internacionais.

Rio 2022

A presença da delegação brasileira consolidou a candidatura do Rio de Janeiro para sediar a conferência internacional dos advogados do ano de 2022. “Levamos a proposta de introduzir dois importantes debates na organização internacional, criando-se comitês com as temáticas Direito do Agronegócio e Direito Desportivo. O Brasil possui vocação para ser celeiro do mundo, já somos um dos maiores produtores mundiais, temos muito o que dialogar sobre o tema. No âmbito desportivo, a experiência da realização de dois importantes eventos mundiais, nos credencia a contribuir nessa área”, explicou o presidente da Comissão de Relações Internacionais da OAB nacional. Segundo o Dr. Coêlho, as sugestões da delegação brasileira foram bem aceitas e terão encaminhamento célere no âmbito da IBA.

Assuntos mais discutidos

“Dois temas foram centrais na Conferência, a revelar a essência da preocupação da advocacia no mundo: as prerrogativas para o exercício da profissão e a ética na condução dos negócios privados e públicos”, comentou para a Revista Justiça & Cidadania Marcus Vinícius Furtado Coêlho. “A conferência anual da IBA proporciona aos advogados, brasileiros ou não, uma plataforma presencial de integração da classe profissional, permitindo a construção de parcerias e outras modalidades de networking, bem como o desenvolvimento acadêmico”, acrescentou Bruno Barata.

Considerando se tratar da maior conferência de advogados do mundo, diversos temas de interesse geral foram abordados. A crise econômica mundial, o terrorismo, o ódio interracial e a corrupção foram alguns deles, debatidos por advogados e autoridades norte-americanas, como o secretário de Segurança Interna dos Estados Unidos, Jeh Johnson, e a procuradora-geral Loretta Lynch. “A situação dos refugiados, especialmente na Europa, também foi motivo de olhar atento, por se tratar de tormentosa questão de direitos humanos”, observou Coêlho.

Eleições americanas

O clima político na capital dos EUA, que vive os últimos dias da administração Barack Obama, fez com que a eleição presidencial também se tornasse assunto em várias discussões. A disputa entre a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump foi tema, inclusive, de painéis que contaram com a participação de funcionários do alto escalão da administração federal americana. “O clima vivido nos Estados Unidos obrigatoriamente nos fazia relembrar, a todo o momento, a disputa eleitoral. Tanto na televisão e na propaganda nas ruas, quanto nas conversas com os colegas norte-americanos”, comentou o Dr. Barata, acrescentando que, nas conversas com advogados estrangeiros, o atual cenário político e econômico do Brasil foi algo que despertou interesse, “sobretudo quanto aos aspectos legais decorrentes do combate à corrupção”, disse.

Cor da Pele (skin)
Opções de layout
Layout patterns
Imagens de layout em caixa
header topbar
header color
header position
X