Entrar

Esqueci minha senha

Cadastro


11
dez2014

Prêmio Direitos Humanos 2014

Compartilhar com

Direitos-HumanosO Prêmio Direitos Humanos chegou ontem (10) a sua 20ª edição, organizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). A honraria foi entregue a 21 nomes que se notabilizaram pela defesa da cidadania no Brasil, em 2014. Foram agraciadas instituições como a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), o Coletivo Brasil de Comunicação Social (Intervozes), além de personalidades premiadas em diversas categorias.

A ministra da SDH/PR, Ideli Salvatti, destacou a premiação de dois brasileiros considerados símbolos de combate ao preconceito e luta pelos direitos humanos: o goleiro Aranha (Santos FC), que enfrentou o preconceito vindo das arquibancadas ao ser hostilizado com gritos racistas de torcedores rivais; e a estudante de arquitetura e urbanismo Mikhaila Copello, que impediu um linchamento contendo, sozinha, a fúria de dezenas de pessoas contra um homem que havia furtado um telefone celular.

A premiação coincidiu com o dia da entrega do relatório final da Comissão Nacional da Verdade. O líder sindical e político mineiro, Clodesmidt Riani, foi um dos condecorados por sua luta contra a repressão política e pelos direitos dos trabalhadores. Clodesmidt foi presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Indústria, fundou o Comando Geral dos Trabalhadores e liderou a greve de 700 mil trabalhadores, em São Paulo. Riani também liderou o comício na Central do Brasil, que reuniu 200 mil trabalhadores, em março de 1964.

A presidente da República, Dilma Rousseff, responsável pela entrega dos prêmios junto com Ideli, agradeceu à atuação de todos os agraciados. “Me orgulha muito estar aqui para que a gente reconheça as iniciativas de brasileiras e brasileiros que diuturnamente defendem os direitos humanos. Cada uma das pessoas e instituições que receberam o prêmio têm o maior e mais profundo reconhecimento do governo brasileiro”, discursou.

Outros agraciados durante o Prêmio Direitos Humanos 2014: Marie Henriqueta Ferreira Cavalcante – Categoria Defensores de Direitos Humanos Dorothy Stang; Paulo Freire (em memória) – Categoria Educação em Direitos Humanos; Pastoral Nacional do Povo de Rua – Categoria Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua; Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha – Categoria Garantia dos Direitos da População LGBT; Fórum Brasileiro de Segurança Pública – Categoria Segurança Pública e Direitos Humanos; Associação do Assentamento Nova Conquista – Categoria Erradicação do Trabalho Escravo; Rede Nacional Primeira Infância – Categoria Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente; Maria Cecília de Souza Minayo – Categoria Garantia dos Direitos da Pessoa Idosa; Luiz Claudio Alves Pereira – Categoria Garantia dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Cacique Damião – Categoria Direitos dos Povos Indígenas; Emicida – Categoria Cultura e Direitos Humanos.

 

A cerimônia integra a Quinzena pelos Direitos Humanos, promovida pela SDH/PR em reconhecimento ao Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Com informações da Agência Brasil