Retorno à Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro

Compartilhar com

O estimado Carlos Antonio da Silva Navega, procurador de Justiça e decano do Ministério Público do Rio de Janeiro, depois de duas décadas após os seus últimos mandatos, exercidos no período de março de 1987 a março de 1991, volta agora para exercer interinamente a função de Procurador-Geral do Estado do Rio de Janeiro até o dia 13 de dezembro, quando ocorrerá a próxima eleição para o cargo.

O Procurador Carlos Navega é destacado membro do nosso Conselho Editorial, incentivador e colaborador da Revista desde os primórdios, em 2001, além de detentor do troféu Dom Quixote de La Mancha, recebido em retribuição e reconhecimento aos méritos jurídicos e conduta ética, moral e dignidade profissional como atuante e destacado membro do Ministério Público, onde atua há mais de 23 anos, sendo o mais antigo participante do Colégio de Procuradores.

Na festejada posse, perante numerosos colegas e partici­pantes, Navega, rememorando seu passado na atividade, se pronunciou: “Fui um dos procuradores-gerais de Justiça mais novo e hoje, curiosamente, retorno ao cargo justamente em razão da idade”.

O Procurador-Geral de Justiça em exercício fez questão de ressaltar que representa no cargo o decanato do Colégio de Procuradores e, por consequência, todos os membros com atuação na segunda instância, assegurando: “As duas funções que mais me realizaram, ao longo desta carreira, foram as de Procurador-Geral de Justiça e Presidente da Amperj. Exerci ambas com muita garra. Espero, nestes próximos dois meses, conduzir o MP-RJ com muita paz, para que nossa instituição permaneça unida. Foi com base na união do MP brasileiro que conseguimos todas as conquistas existentes na Constituição de 1988”.

Cor da Pele (skin)
Opções de layout
Layout patterns
Imagens de layout em caixa
header topbar
header color
header position
X