Revista JC

Revista JC

A Revista Justiça & Cidadania é o principal produto da Editora JC, sociedade limitada brasileira, sediada no Estado do Rio de Janeiro – Capital, especializada em publicações jurídicas e institucionais direcionadas aos membros das carreiras jurídicas.

Com o objetivo de constituir-se em um veículo de comunicação a serviço do fortalecimento do Poder Judiciário e das Instituições Democráticas, a Revista Justiça & Cidadania transmite ao seu amplo público matérias de interesse cívico, político e econômico, coberturas jornalísticas de eventos, seminários e congressos promovidos pelo Instituto Justiça & Cidadania – braço social da Editora JC qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) em 2010 –, além de disponibilizar suas páginas, mensalmente, a publicações de artigos de autoria dos mais renomados estudiosos e profissionais dos cenários político e jurídico nacionais.

A seriedade e a preocupação com sua qualidade gráfica e editorial, sempre presentes no dia-a-dia da Revista Justiça & Cidadania, fizeram-na alcançar a credibilidade junto a seus leitores, bem como tornou-a um dos mais respeitados repositórios de informações doutrinárias e jurídicas da atualidade.

Conselho Editorial

O Conselho Editorial da Revista Justiça & Cidadania é formado por membros de renomada experiência profissional e sólido conhecimento nas mais diversas áreas do saber, em principal nos campos jurídico, político e econômico.

Dentre seus integrantes estão Ministros do Supremo Tribunal Federal, Ministros do Superior Tribunal de Justiça, magistrados, advogados, membros do Poder Legislativo, juristas e doutrinadores reconhecidos pelo importante papel que desempenham para o fortalecimento e o desenvolvimento de nosso País.

Membros: Bernardo Cabral (Presidente do Conselho Editorial), Adilson Vieira Macabu, Alexandre Agra Belmonte, Ana Tereza Basilio, André Fontes, Antônio Augusto de Souza Coelho, Antônio Souza Prudente, Aurélio Wander Bastos, Benedito Gonçalves, Carlos Ayres Britto, Carlos Mário Velloso, Cármen Lúcia Antunes Rocha, Cláudio Dell’Orto, Dalmo de Abreu Dallari, Darci Norte Rebelo, Enrique Ricardo Lewandowski, Erika Siebler Branco (Diretora de Redação), Ernane Galvêas, Fábio de Salles Meirelles, Gilmar Ferreira Mendes, Guilherme Augusto Caputo Bastos, Henrique Nelson Calandra, Humberto Martins, Ives Gandra Martins, João Otávio de Noronha, José Antonio Dias Toffoli, José Geraldo da Fonseca, José Renato Nalini, Julio Antonio Lopes, Luis Felipe Salomão, Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, Luís Inácio Lucena Adams, Luis Roberto Barroso, Luiz Fux, Marco Aurélio Mello, Marcus Faver, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, Maria Cristina Irigoyen Peduzzi, Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, Maurício Dinepi, Mauro Campbell, Maximino Gonçalves Fontes, Nelson Tomaz Braga, Ney Prado, Paulo de Tarso Sanseverino, Paulo Dias de Moura Ribeiro, Peter Messetti, Ricardo Villas Bôas Cueva, Roberto Rosas, Sérgio Cavalieri Filho, Sidnei Beneti, Siro Darlan, Sylvio Capanema de Souza, Thiers Montebello e Tiago Salles (Editor-executivo).

Alcance

A Revista Justiça & Cidadania pretende alcançar, como público-alvo, os membros das carreiras jurídicas, como magistrados e ministros, membros dos Poderes Legislativo e Executivo, membros do Ministério Público e da Defensoria Pública, advogados, professores e estudiosos dos diversos campos dos saberes jurídico, político e filosófico, além de empresários e integrantes do setor econômico.

Considerada importante fonte de informação e atualização, a Revista é distribuída, em sua versão física, em todo o território nacional para os Tribunais Superiores, Tribunais de Justiça Estaduais, Tribunais Federais e Tribunais Regionais do Trabalho, bem como para todas as seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil, principais escritórios de advocacia, procuradores membros da Advocacia Geral da União, dentre outras Instituições nacionais.

A versão digital da Revista tem seu alcance ampliado a diversas instituições brasileiras por meio de termos de parceria e acordos de cooperação técnica. O objeto dos instrumentos é a cooperação técnico-científica e cultural, bem como o intercâmbio de conhecimentos, informações e experiências entre os signatários. O objetivo dos acordos, por sua vez, é a formação, o aperfeiçoamento e a especialização técnica de recursos humanos, bem como o desenvolvimento institucional, por meio da implementação de ações conjuntas, programas, projetos e atividades, com a finalidade de promover o aprimoramento da prestação jurisdicional, a modernização dos serviços judiciários e o fortalecimento da magistratura e do Poder judiciário brasileiro.

Há, no momento, parcerias firmadas e vigentes com o Colégio Permanente de Presidentes de Tribunais de Justiça; com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB); com a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam); com a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp); com a Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro; com a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe); com o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB Nacional); com a Advocacia Geral da União (AGU); com a Associação Nacional das Defensoras e dos Defensores Públicos (Anadep); e com o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB).

Cor da Pele (skin)
Opções de layout
Layout patterns
Imagens de layout em caixa
header topbar
header color
header position
X