16
set2015

Troféu Dom Quixote da Imprensa 2015

  • Edição 181
  • 321
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Captura de tela 2015-09-16 14.59.17Honraria foi criada há 16 anos pelo  jornalista Orpheu Santos Salles, editor da Revista Justiça e Cidadania. 

Na tarde de 11 de agosto, a Revista Justiça & Cidadania entregou o troféu Dom Quixote da Imprensa aos profissionais de diversas veículos de mídia, durante evento realizado no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Na ocasião, o presidente da Corte, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, comentou que o Dom Quixote representa a democracia e o ideal republicano. “Não há povo livre sem imprensa livre e Poder Judiciário independente”, disse. Para o desembargador, os jornalistas, assim como a clássica figura de Dom Quixote, personagem do escritor Miguel de Cervantes, são os rebeldes que oferecem resistência a todos os tipos de mazelas sociais em busca da cidadania. 

O desembargador Marcus Faver, confrade da Confraria Dom Quixote, falou sobre a importância do prêmio oferecido aos profissionais da imprensa, citando ainda o cenário de dificuldade enfrentado pelo Brasil, em meio a crises políticas e éticas. “A entrega do troféu reverencia a virtude e a honra dos profissionais que trabalham para um país melhor.”

Os profissionais da imprensa que receberam o troféu Dom Quixote foram: Roberto Marinho (in memorian), Jorge Antonio Barros, Zuenir Ventura (O Globo), Lélis Marcos Teixeira (Revista Ônibus), Thiers Montebello (Revista do TCM/RJ), Luis Fernando Verissimo (O Globo), Guilherme Fiuza (Revista Época), Glória Alvarez (Eletronuclear), Geraldo Pereira (Associação Brasileira de Imprensa), Fabio de Salles Meirelles (Revista FAESP/SENAR – AR/SP), Claudia Cataldi (O Fluminense), Aziz Filho (O Dia), Ascânio Seleme (O Globo), Arnaldo Niskier, Adolfo Martins, Octavio Guedes (CBN), Sérgio Maciel (Rede Record) e Ricardo Lyra Ribeiro (Jornal Corporativo).

O Troféu Dom Quixote foi criado há 16 anos, em 1999, pelo jornalista Orpheu Santos Salles, editor da Revista Justiça & Cidadania. “Esta é, talvez, a mais importante de todas as solenidades da Confraria de Dom Quixote, pois presta homenagem aos ilustres jornalistas agraciados, formadores de opinião, consciências vivas da nação brasileira”, comentou o criador da homenagem no discurso de abertura do evento.

 Também participaram da mesa de cerimônia a 1a vice-presidente do TJRJ, desembargadora Maria Inês da Penha Gaspar; a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Maria Augusta Vaz; e o desembargador Thiago Ribas Filho, presidente do Tribunal de Justiça no período de 1997 a 1999.

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0
Cor da Pele (skin)
Opções de layout
Layout patterns
Imagens de layout em caixa
header topbar
header color
header position
X