Ministro Luis Felipe Salomão recebe Medalha AMAERJ pelos serviços prestados ao Judiciário

14 de dezembro de 2021

Compartilhe:

Ministro Luis Felipe Salomão recebe Medalha AMAERJ pelos serviços prestados ao Judiciário

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão recebeu, nesta terça-feira (14), a Medalha AMAERJ pelos relevantes serviços prestados ao Judiciário nacional e à magistratura.

O presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), Felipe Gonçalves, entregou a comenda ao ministro no STJ durante reunião no gabinete do magistrado. Ele esteve acompanhado da presidente eleita da associação, Eunice Haddad, e da diretora adjunta da AMAERJ, Flávia Melo Balieiro.

Para o ministro Salomão, a homenagem tem relevância expressiva por ser um reconhecimento da classe dos magistrados pelas atividades desenvolvidas ao longo de décadas. “É uma honra receber esse reconhecimento pelo trabalho, especialmente na presença de vários colegas do Rio de Janeiro, colegas da vida toda”, comentou Salomão.​​​​​​​​​

Felipe Gonçalves destacou que a escolha dos agraciados foi feita pela categoria em um processo democrático de indicação, sem que houvesse interferências da diretoria da AMAERJ. Ele elogiou o trabalho do ministro Salomão não só como julgador no STJ, mas também pela magistratura brasileira.

Juízes e juízas do Rio de Janeiro

O ministro do STJ Antonio Saldanha Palheiro prestigiou a homenagem. Magistrados do Rio de Janeiro também estiverem presentes na cerimônia de entrega da medalha, como o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira; o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Mauro Pereira Martins, empossado nesta terça-feira; e a presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, também condecorada com a Medalha AMAERJ.

A cerimônia foi acompanhada, ainda, pela equipe que integra o gabinete do ministro Salomão.

Para a presidente da AMB, a entrega da medalha na presença de diversos magistrados fluminenses emociona e representa em um ato o amadurecimento do Judiciário do Rio de Janeiro. “Hoje vivemos um período de paz institucional, sem crises ou conflitos”, comentou Renata Gil ao agradecer o trabalho dos ministros do STJ oriundos do Rio no fortalecimento da magistratura.

Sobre a associação e a medalha

A AMAERJ foi fundada em 29 de novembro de 1991, a partir da fusão da Associação dos Magistrados Fluminenses (AMF), criada em 1954 e sediada em Niterói, com a Associação dos Magistrados do Rio de Janeiro (AMARJ), de 1958.

Criada em celebração aos 30 anos de fundação da AMAERJ, a honraria é entregue a personalidades que tenham contribuído para o fortalecimento do Judiciário ou do associativismo dos magistrados brasileiros. A Medalha AMAERJ é destinada, uma vez por ano, a até cinco pessoas.

Fonte: STJ

Publicação original: Jusdecidium