Entrar

Esqueci minha senha

Cadastro


27
fev2019

OAB de cara nova: Eleitas em novembro passado, novas diretorias assumem o comando da Ordem nos estados para o triênio 2019/2021

Compartilhar com

A posse do Presidente da OAB-RJ, Luciano Bandeira, que na foto aparece acompanhado, da esquerda para a direita, pelo Governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pela Vice-Presidente da OAB-RJ, Ana Basílio, pelo Presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santa Cruz, e, na extrema direita, pelo novo Presidente da Caarj, Ricardo Menezes

Além do novo Conselho Federal, as seccionais da OAB nos 26 estados e no Distrito Federal também começaram o ano com novas diretorias e conselheiros. Mais de 70 chapas se inscreveram para participar das eleições, realizadas em novembro passado. Confira a lista dos presidentes eleitos, por região, e os destaques das eleições em cada estado:

Região Sudeste 

Espírito Santo (ES) – O advogado e professor universitário José Carlos Rizk Filho foi eleito presidente com 6.502 votos (53%). Durante a campanha, ele afirmou que vai criar um conselho fiscal para acompanhar as contas da entidade. Compõe ainda a diretoria a vice-presidente Anabela Galvão, o secretário-geral Marcus Felipe Pereira, o secretário adjunto Rodrigo Carlos de Souza e o tesoureiro Ricardo Holzmeister.

 Minas Gerais (MG) – Foi eleito para o quinto mandato Raimundo Cândido Júnior, cuja chapa recebeu 18.076 votos (35%) e foi vitoriosa por diferença de apenas 111 votos. Conhecido em Minas Gerais como Raimundinho, o advogado já presidiu a seccional nas gestões de 1993/1995, 1995/1997, 2004/2006 e 2007/2009. Compõem sua diretoria a vice-presidente Helena Delamonica, o secretário–geral Adriano Cardoso, a secretária adjunta Walquíria Valadão e o tesoureiro Alexandre Urbano.

 Rio de Janeiro (RJ) – O advogado Luciano Bandeira foi eleito presidente com 30.992 votos (55%), com apoio da campanha do advogado Felipe Santa Cruz, ex-presidente da seccional e atual presidente do Conselho Federal. A diretoria também é composta pela vice-presidente Ana Tereza Basilio, pelo secretário-geral Álvaro Sérgio Quintão, pelo secretário adjunto Fábio Fernandes e pelo tesoureiro Marcello Augusto de Oliveira.

São Paulo (SP) – O maior colégio eleitoral da Ordem – com 350 mil inscritos, 239 subseções e 936 seções eleitorais – elegeu com 51.741 votos (28%) o seu novo presidente, Caio Augusto Silva dos Santos, que até então era secretário-geral da OAB-SP. Santos é ex-presidente da OAB-Bauru, cidade onde atua há 22 anos como advogado. A nova diretoria é também formada pelo vice-presidente Ricardo Toledo (ex-tesoureiro), pelo secretário-geral Aislan Queiroga (ex-presidente da Comissão de Assistência Judiciária), pela secretária adjunta Margarete Lopes e pela tesoureira Raquel Preto.

Região Norte

Acre (AC) – Foi eleito presidente com 926 votos (87% dos votos válidos) o advogado Erick Venâncio do Nascimento. Ele é ouvidor nacional e conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público. Na OAB-AC, Nascimento foi conselheiro seccional, conselheiro federal por dois mandatos, presidente de comissões e secretário-geral. Integram ainda a nova diretoria a vice-presidente Marina Schaffer, o secretário-geral André Marques, o secretário adjunto Gilliard Rocha e a tesoureira Isabela Aparecida da Silva.

 Amapá (AP) – Foi reeleito presidente com 1.019 votos (79%) o advogado Auriney Brito. Ele havia assumido a presidência da OAB-AP em substituição a Paulo Campello, afastado do cargo para concorrer a uma vaga de deputado federal. Compõe ainda a diretoria a vice-presidente Patrícia Almeida, a secretáriageral Sinya Juarez, o secretário adjunto Mauro Dias Júnior e o tesoureiro Edivan Santos.

 Amazonas (AM) – O advogado Marco Aurélio Choy foi reeleito com 2.290 votos (47%). Em discurso após a eleição, ele prometeu criar subseções nos municípios amazonenses, a exemplo daquelas já existentes em Tefé e Parintins. Compõe ainda a diretoria a vice-presidente Grace Anny Zamperlini, a secretária-geral Danielle de Paula, o secretário adjunto Francisco do Nascimento e o tesoureiro José Carlos Valim.

Pará (PA) – O advogado Alberto Campos foi reeleito presidente com 5.451 votos (62%). Antes de ocupar a presidência da seccional, o criminalista já havia sido secretário geral no triênio 2010/2012 e vice-presidente da entidade entre 2012 e 2015. Campos terá Cristina Lourenço como vice-presidente, Eduardo Imbiriba como secretário-geral, Antônio Britto como secretário adjunto e André Serrão como tesoureiro.

 Rondônia (RO) – Com 2.604 votos (56%) foi eleito presidente o advogado Elton Assis. Ele foi membro do Conselho Nacional da OAB e ocupou o cargo de ouvidor nacional da Ordem durante a gestão do presidente Cláudio Lamachia. A nova diretoria é composta ainda por Solange Aparecida da Silva como vice-presidente, Márcio Nogueira como secretário-geral, Aline Corrêa como secretária adjunta e Fernando Maia como tesoureiro.

 Roraima (RR) –  Pela primeira vez a seccional teve uma eleição com chapa única. O então vice Ednaldo Vidal foi eleito presidente com mais de 720 votos. Oficial da reserva do Exército e ex-delegado da Polícia Civil da Paraíba, Vidal é também formado em Pedagogia, História e Direito. A nova diretoria é composta ainda pela vice-presidente Clarissa Vencato, pela secretária-geral Ellen Cardoso, pelo secretário adjunto Cláudio Belmino e pela tesoureira Marlene Elias.

 Tocantins (TO) – Em uma das disputas mais acirradas, o advogado Gedeon Pitaluga foi eleito presidente com 1.267 votos (36%), apenas 62 a mais do que o segundo colocado, Célio Henrique Rocha. Compõem também a nova diretoria a vice-presidente Janay Garcia, a secretária-geral Ana Laura Coutinho, o secretário adjunto Fernando Furlan e o tesoureiro Adwardys Vinhal.

 Região Nordeste

Alagoas (AL) – Foi eleito com 3.240 votos (52%), apenas 442 a mais que o segundo colocado, o advogado Nivaldo Barbosa Júnior, que já havia sido presidente da Caixa de Assistência do Advogado de Alagoas (Caaal) por dois mandatos. A nova diretoria também é composta pelo vice-presidente Vagner Paes, pelo secretário-geral Leonardo de Moraes, pela secretária adjunta Cláudia Medeiros e pela tesoureira Marié Miranda. A ex-presidente da seccional Fernanda de Sousa Santos foi eleita conselheira federal.

Bahia (BA) – O advogado Fabrício Castro foi eleito presidente com 13.643 votos (63%). Com passagens pela vice-presidência da seccional e pelo Conselho Federal, ele diz que vai à Justiça pedir a suspensão de novas matrículas nas faculdades que não apresentem boa qualidade de ensino, além de cobrar do governo estadual piso salarial de R$ 3.500 para a advocacia. Integram ainda a diretoria a vicepresidente Ana Patrícia Leão, a secretária-geral Marilda Sampaio, o secretário-adjunto Maurício Leahy e o tesoureiro Hermes Hilarião.

Ceará (CE) – O novo presidente da seccional cearense é o advogado Erinaldo Dantas, eleito com 7.389 votos (49%). Ele é ex-presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Ceará (Caace). Compõe ainda a diretoria a vice-presidente Ana Feitosa, o secretáriogeral Pedro Bruno Amorim, o secretário adjunto David Peixoto e o tesoureiro Rodrigo da Costa.

 Maranhão (MA) – Com 3.894 votos (43%), o advogado Thiago Roberto Moraes Diaz foi reeleito presidente da seccional. Sua primeira gestão foi marcada pela reforma e construção de subseções no interior e pela redução no valor da anuidade. A diretoria para o triênio 2019-2021 contará ainda com o vicepresidente Heleno Silva, a secretária-geral Amanda Sousa, a secretária adjunta Valéria Ferreira e o tesoureiro Kaio Saraiva.

 Paraíba (PB) – O advogado Paulo Maia foi reeleito presidente com 3.695 votos (48%). Entre as propostas da nova gestão estão o apoio a projetos de lei para criar o piso salarial da advocacia e para criminalizar a violação das prerrogativas da profissão. Compõem ainda a diretoria o vice-presidente João de Deus Quirino Filho, o secretário-geral Felipe Vicente, a secretária adjunta Anna Caroline Lima e a tesoureira Laryssa Mayara de Almeida.

Pernambuco (PE) – Em eleição disputada em chapa única, o advogado Bruno Baptista foi eleito presidente com mais de 11.500 votos. Ele já ocupou os cargos de conselheiro seccional, secretário-geral adjunto, diretor-tesoureiro e presidente da Caixa de Assistência aos Advogados de Pernambuco (Caape). Compõem ainda a nova diretoria a vice-presidente Ingrid Campos, a secretária-geral Ana Luiza Mousinho, o secretário adjunto Ivo Tinô Júnior e o tesoureiro Frederico Duarte.

 Piauí (PI) – O advogado Celso Barros foi escolhido para o cargo máximo da seccional com 3.204 votos (41,9%). Ele é advogado público do Estado do Piauí, atualmente lotado na Procuradoria Tributária, e já foi conselheiro federal da OAB. Compõem ainda a nova diretoria a vice-presidente Alynne Almeida, a secretária-geral Nara Aragão, o secretário adjunto Lucas Macedo e o tesoureiro Francisco Sepúlveda de Holanda.

 Rio Grande do Norte (RN) – O advogado Aldo Medeiros foi eleito presidente com 2.059 votos (41%). Medeiros integra o quadro de assessores jurídicos do Estado e é procurador do Município de Natal, tendo exercido cargo na Procuradoria Geral. Compõem ainda a diretoria a vice-presidente Rossana Fonseca, o secretário-geral João Victor Diógenes, a secretária adjunta Milena Canto e o tesoureiro Alexander Gurgel.

Sergipe (SE) – Com 2.195 votos (40%), foi eleita a chapa liderada pelo advogado Inácio Krauss, que era vice do seu antecessor, Henri Clay Andrade. Para dar continuidade ao trabalho do mesmo grupo que já estava à frente da entidade, a nova gestão terá como vice-presidente Ana Lúcia Aguiar, como secretáriogeral Aurélio Belém, como secretária adjunta Andrea Leite e como tesoureiro David Garcez.

Região Centro-Oeste

Distrito Federal (DF) – O advogado Délio Lins e Silva Jr. foi eleito presidente com 9.805 votos (40%), em disputa acirrada com o colega Jacques Veloso, que recebeu 9.557 votos. Dentre outras propostas, sua candidatura defendeu o restabelecimento da “Advocacia Geral da OAB”, com advogados concursados, para atuar imediatamente em casos de violação das prerrogativas da advocacia. A diretoria é composta ainda pela vice-presidente Cristiane Vieira, pelo secretário-geral Márcio Oliveira, pela secretária adjunta Andrea Fonseca e pelo tesoureiro Paulo Siqueira.

Goiás (GO) – Reeleito com 10.283 votos (55%), o advogado Lúcio Flávio Siqueira de Paiva manteve a mesma diretoria para o triênio 2019-2021: o vicepresidente Thales José Jayme, o secretário-geral Jacó Carlos Coelho, a secretária adjunta Delzira Menezes e o tesoureiro Roberto Maia. Na continuação da gestão, Paiva afirma pretender focar esforços em garantir o cumprimento das prerrogativas da advocacia, em especial na área criminal.

Mato Grosso (MT) – O advogado Leonardo Pio da Silva Campos foi reeleito presidente com 6.884 votos, em eleição com chapa única, o que disse considerar uma “demonstração de unidade” da advocacia mato-grossense. Fazem parte também da diretoria a vice-presidente Gisela Cardoso, o secretário-geral Flávio José Ferreira, o secretário adjunto Fernando Augusto de Figueiredo e o tesoureiro Helmut Flávio Daltro.

Mato Grosso do Sul (MS) – O advogado Mansour Karmouche foi reeleito presidente com 4.026 votos (45%). Dentre outras propostas, sua candidatura defendeu a isenção integral de custas processuais nas execuções de honorários. A diretoria para o triênio 2019/2021 contará ainda com o vice-presidente Gervásio de Oliveira Júnior, o secretário-geral Stheven Razuk, a secretária adjunta Eclair Vieira e o tesoureiro Marco Aurélio Rocha.

Região Sul

Paraná (PR) – O advogado Cássio Telles deixou a presidência da Comissão Nacional de Prerrogativas da OAB para disputar e vencer a eleição à presidência da seccional, com 68% dos votos válidos. Telles já havia sido vice-presidente da entidade no triênio 2013/2015 e promete agora a “defesa intransigente das prerrogativas profissionais” como o eixo central da gestão. Compõe a nova diretoria a vice-presidente Marilena Winter, o secretário-geral Rodrigo Rios, a secretária adjunta Christyanne Bortolotto e o tesoureiro Henrique Gaede.

Rio Grande do Sul (RS) – Com o apoio do expresidente do Conselho Nacional, Cláudio Lamachia, o advogado Ricardo Breier foi reeleito presidente com 28.037 votos (70%). Dentre as realizações de sua primeira gestão destacam-se a inauguração da OAB-RS Cubo, incubadora de conhecimento da entidade, maior fiscalização da publicidade irregular e a criação de novas subseções. Compõem também a diretoria o vice-presidente Jorge Luiz Fara, a secretária-geral Regina Guimarães, a secretária adjunta Fabiana Barth e o tesoureiro André Luís Sonntag.

Santa Catarina (SC) – Com 11.667 votos (50%), o advogado Rafael Horn foi eleito presidente da OAB catarinense. Ele já foi secretário-geral da seccional entre 2007 e 2009, conselheiro federal entre 2010 e 2013, e tesoureiro na última gestão, entre 2016 e 2018. A nova diretoria é também composta por Maurício Voss como vice-presidente, Eduardo Mello como secretário-geral, Luciane Mortari como secretária adjunta e Juliano Mandelli como tesoureiro.

_____________________________________
*Com informações das seccionais da OAB

 

Artigos relacionados:
Troca de comando no Conselho Federal da OAB