400 Anos Fazendo História

20 de dezembro de 2011

Compartilhe:

Tribunal de Justiça tem sua história registrada em livro documental

Os quatro séculos do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, eternizados na memória de quem participou e daqueles que até hoje escrevem a sua história, agora também têm um registro físico. Trata-se do livro “Tribunal de Justiça do Estado da Bahia: 400 Anos Fazendo História”, produzido pela Editora JC, especializada em publicações jurídicas e institucionais voltadas para o Judiciário, com o patrocínio da Petrobras e o apoio do Instituto Justiça & Cidadania.

O livro foi lançado no dia 9 de dezembro e será distribuído para representantes da magistratura e dos poderes Executivo e Legislativo do Estado da Bahia, além de ser disponibilizado em bibliotecas de universidades. Com tiragem de 1.500 exemplares e 200 páginas emolduradas em capa dura, a obra é a primeira produção da Editora JC e do Instituto Justiça & Cidadania sobre um tribunal estadual.

O livro resgata a história da Justiça no Brasil, com ênfase no Estado da Bahia, apresentando casos que marcaram a Justiça baiana, a exemplo da explosão da fábrica de fogos de artifício clandestina, ocorrida em 1998, no município de Santo Antônio de Jesus. Além disso, a obra traz detalhes sobre a estrutura física e administrativa do Tribunal, bem como suas práticas inovadas e pioneiras em busca da promoção da cidadania e da inclusão social, por meio de ações que contribuam para o fortalecimento da educação e da conscientização dos direitos, deveres e valores do cidadão.

Ações fundamentais do Judiciário também tiveram destaque no livro, além do memorável Ruy Barbosa, jurista e intelectual divisor de águas na Justiça Baiana, cujo nome também denomina o Fórum Cível de Salvador.

“E o passar e perpassar dos anos em prol dos ideais da Justiça, liberdade, fraternidade e concórdia nos revigoram a cada dia, a cada novo desafio”, Essas foram as palavras da presidente Telma Britto, que completa dois anos de gestão em fevereiro de 2012, na apresentação da obra, seguida da homenagem da Ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça, em um breve prefácio ao leitor.

Veja os outros livros que a editora publicou

 

Assine nossa newsletter e receba a nossa revista digital, em primeira mão, no seu e-mail

Voltar ao topo