ago.2019

Edição 201

Um magistrado à moda antiga

Há 18 anos, o Direito sob todas as perspectivasNesta edição que completa 18 anos de publicação ininterrupta, a Revista Justiça & Cidadania traz na reportagem de capa a entrevista com o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, desembargador Fernando Antonio Zorzenon da Silva, um magistrado à moda antiga, em sua própria definição.Nossa publicação, por seu turno, está aberta e flexível a todas as manifestações do Direito, suas diferentes perspectivas e correntes de pensamento. Um pouco sobre isso pode ser visto na cobertura do V Seminário Luso-Brasileiro de Direito, que foi realizado em Lisboa e trouxe uma ampla gama de pontos de vista, de juristas brasileiros e portugueses, sobre o tema da “governança”.Reportamos também os principais momentos da palestra “A proteção de dados pessoais no Brasil e no mundo”, realizada pela Comissão de Relações Internacionais da Seção Regional do Rio de Janeiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), e que trouxe opiniões de especialistas de dentro e fora do País.Observando as questões da ordem do dia, em nosso cenário político, o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, comenta não a crise, mas a oportunidade que temos de depurar nossas instituições políticas. Assunto correlato, a “Natureza jurídica da delação premiada” é o foco do artigo assinado por Fábio Medina Osório, presidente do Instituto Internacional de Estudos do Direito do Estado (IIEDE).Nos artigos sobre Direito, Fernanda Nobre Muniz, advogada da Riopar, e Rodrigo Tavares Maciel, diretor Jurídico da Riopar, escrevem sobre “A privacidade e o sigilo de dados dos usuários de cartões de bilhetagem eletrônica”. E a desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, Evangelina Castilho Duarte, fala sobre “A proteção da mulher vítima de agressão”.Na teoria do Direito, o artigo “Verdade e mentira nos regimes políticos sob a perspectiva do pensamento Arendtiano”, de Angela Vidal Gandra Martins, advogada, e Guilherme Fraga Stumpf, graduando em Direito, traz uma visão da filósofa Hannah Arendt sobre democracia.Confira ainda a entrevista com a ministra do Superior Tribunal Militar, Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, que fala sobre a importância do acervo documental mantido pela Corte.

Compartilhe esta edição:

Assine nossa newsletter e receba a nossa revista digital, em primeira mão, no seu e-mail

Voltar ao topo